Sessão Fotográfica: Camaleão

 

Semana passada fiz uma pequena sessão fotográfica com um de meus bichinhos favoritos: o camaleão. Como boa bióloga que sou e apaixonada pelos animais e pela natureza, fotografá-los me transmite uma sensação difícil de descrever. Eu adoro fotografar todo tipo de animal e tento mostrar o MEU OLHAR sobre eles a cada click que faço.

Um pouquinho sobre o camaleão

Esse bichinho lindo tem o nome científico de Chamaeleo chamaeleon. Vivem geralmente em montanhas, savanas, cerrados, caatingas, florestas pluviais e estepes. Eles ficam em árvores e embaixo de folhas caídas.

O camaleão é um bicho bem antissocial. Ele não tolera a presença de outro camaleão em seu território, mesmo que seja fêmea. A exceção ocorre na época do acasalamento, onde ele deixa um pouquinho de lado essa tendência solitária.

Os camaleões se alimentam principalmente de folhas, frutas, gafanhotos, louva-a-deus, borboletas e outros insetos. Isso é possível graças a sua língua e a sua ótima visão. Sua língua é pegajosa podendo chegar a cerca de um metro de comprimento em uma velocidade muito rápida.
O camaleão é famoso por sua capacidade de mudar de cor. Mas, ao contrário do que muitos pensam, todo camaleão possui uma cor básica que depende do ambiente onde ele vive.

Para caçar, eles ficam parados a maior parte do tempo, camuflados no ambiente, esperando que algum inseto passe. Sua cor pode mudar de acordo com a influência da luz ou mesmo pelas sensações do próprio animal. Se ele estiver irritado, com certeza sua cor será diferente de quando ele estiver calmo. Além de um instrumento de defesa, a camuflagem favorece a comunicação entre os camaleões.

 

Seus olhos se movimentam independentemente para todas as direções e isso é algo realmente interessante de se ver. Eles têm uma capacidade de observação incrível que lhes permite ver 360° ao redor do seu corpo.Quando um camaleão percebe alguma presa, ele pode fixar um dos olhos nela e usar o outro para checar se não há predadores nas redondezas. Seu cérebro é capaz de receber duas imagens separadas e uni-las. Mas à medida que o camaleão se aproxima da presa, ele precisa fixar nela os dois olhos para fazer a pontaria e atacar.

 

Espero que tenham gostado!

Comentem!

Um grande abraço

>> Faça seu fotolivro com o Bistrô. Clique no link e confira!

>> Não deixe de conhecer também nosso serviço de book fotográfico!


Fotografando um Bebê

 

Essa é a Clara, um anjinho que eu fotografei na semana passada. A Clara está com 3 meses de idade.

 

 

Tentei buscar alguns detalhes que me chamavam mais atenção. É difícil fotografar um bebezinho. Não é muito fácil, já que ela se mexe o tempo todo e chora muito. Os locais para conseguir a foto são imprevisíveis. Vai depender do bom humor da nossa fotografada.

 

Por isso, esteja preparado! Um flash pode ser muito bem-vindo em certos momentos. Mas se você não quiser perturbar o bebezinho, regule a velocidade, o diafragma, o ISO e voilà…

 

Tente capturar detalhes que chama atenção de todo mundo, como os olhinhos, mãozinha, pezinho… e siga o ritmo do nenê.

 

 

Você vai ver que, no final, vai conseguir capturar alguns momentos muito especiais.

Abraço a todos!!

 

>> Faça seu fotolivro com o Bistrô. Clique no link e confira!

>> Não deixe de conhecer também nosso serviço de book gestante!

 

Troca da Guarda em Seoul

Em Seoul, na Coréia do Sul, tive a chance de assistir a algumas cerimônias de troca de guarda nos diversos palácios da cidade. O mais interessante, além de toda a coreografia e movimentação dos soldados, são as cores dos trajes tradicionais. São sempre vibrantes, vermelho e azul bem forte.

O detalhe das penas de aves na cabeça também chama atenção. Assim como as diferentes vestimentas dos arqueiros, tocadores de tambor, os espadachins…

As trocas da guarda acontecem em diversos palácios de Seoul em determinada hora. Todas as trocas da guarda que eu presenciei foram por acaso. Estava passando pelos palácios e andando pelas avenidas de Seoul quando notava uma aglomeração de turistas nas entradas dos palácios e um som de tambores. Nem precisava chegar tão perto e já sabia o que estava acontecendo… uma troca de guarda!

Até mais, pessoal! Espero que tenham gostado!

Abraço

Luciana

>> Faça seu fotolivro com o Bistrô. Clique no link e confira!

>> Não deixe de conhecer também nosso serviço de book fotográfico!