Reserva da Jaqueira – Comunidade Indígena Pataxó

 

Fiz uma visita rápida à Reserva da Jaqueira, na Bahia, e pude conhecer uma aldeia de índios pataxós.

Lá vi a luta de jovens índios para preservar a cultura dos seus antepassados. Foi muito interessante ouvir a história da tribo e de como eles têm superado obstáculos para manter a língua e seus costumes.

 

IMG_6636

IMG_6638

 

A Reserva da Jaqueira foi criada em 1998 pela comunidade indígena pataxó da Coroa Vermelha, no sul da Bahia. As irmãs Nitinauãn, Jandaia e Naiara realizaram o antigo sonho de resgatar o modo tradicional de viver dos pataxós, bem como suas histórias e rituais, e preservar a floresta local.

 

IMG_6644

IMG_6652

IMG_6665

 

E eles realmente levam a sério a proposta de preservar a floresta. Todo o passeio é baseado nessa proposta de desenvolvimento sustentável e integração com a natureza. Além de conhecer a história dos pataxós e seu estilo de vida, você vai aprender sobre como são construídas as casas, como montar armadilhas para caçar na mata, ervas medicinais e ainda vai poder experimentar o arco e flecha e comer um peixe preparado à moda pataxó.

Os índios também recebem os visitantes vestidos e pintados a caráter para apresentação de danças e rituais.

 

IMG_6675

IMG_6676

IMG_6672

IMG_6678

 

A reserva fica situada a 12 km do centro de Porto Seguro, em plena Mata Atlântica, e ocupa uma área de 827 hectares. Podemos dizer que ela cumpre seu objetivo de preservar a história, o idioma, a identidade cultural pataxó, além de contribuir para a preservação do meio ambiente e um modelo de turismo sustentável em aldeia indígena.

 

IMG_6693

IMG_6694

IMG_6698      IMG_6701

IMG_6683

 

A mata nativa tem ocas espalhadas pela reserva, ainda no formato original. Apesar da modernidade, eles são os únicos remanescentes da região que tentam manter a cultura dos antigos povos pataxós. Conquistaram o direito de escola para as crianças dentro da própria comunidade. Lá as crianças aprendem matemática, língua portuguesa e a pataxó. Os jovens designados como futuros pajés estão percorrendo o país e visitando outras tribos e etnias para recuperar ensinamentos e resgatar a essência indígena esquecida hoje.

 

IMG_6709

IMG_6711

IMG_6713     IMG_6715

IMG_6718

 

É um local de muita energia positiva. Tornou-se símbolo da resistência do povo pataxó e é respeitado por eles como um lugar sagrado e morada dos espíritos, já que foi habitado pelos seus antepassados. A biodiversidade da Jaqueira é muito rica e está totalmente preservada e protegida.

 

IMG_6721

IMG_6764

IMG_6751

 

Todos os anos, no dia 1º de agosto, a comunidade da Jaqueira comemora o aniversário de fundação da reserva, com o Araguakisã, que significa Dia da Vitória, com muitos rituais, comida e casamentos na forma tradicional.

 

IMG_6830    IMG_6832

IMG_6781

IMG_6782

IMG_6787

 

Como dissemos acima, os turistas que visitam o local vão podem praticar arco e flecha, adquirir artesanato confeccionado na própria tribo, fazer trilhas e degustar a culinária típica, que inclui pratos como o peixe assado na folha da patioba (espécie de palmeira).

 

IMG_6792

IMG_6771

IMG_6773

IMG_6804-2

 

A Reserva da Jaqueira é um ponto de encontro entre a civilização indígena e o homem branco. É um grande projeto implantado em aldeia indígena que mescla preservação ambiental, afirmação cultural e ecoturismo.

 

IMG_6812

IMG_6814

IMG_6817

IMG_6822-2

IMG_6826    IMG_6824

IMG_6828-2

 

Se você estiver visitando Porto Seguro, Arraial D’Ajuda ou Trancoso, não deixe de fazer um passeio até a Reserva da Jaqueira. Vale a pena!

 

Le Castellet com a 50mm f/1.4

 

 

Resolvi sair desta vez sem flash, tripé ou qualquer apetrecho fotográfico. Saí para curtir aquela noite maravilhosa, mas, obviamente, não consigo sair sem a câmera… risos.

Saí equipada somente com a minha lente 50mm f/1.4 na minha Canon 7D.

Confesso! Foi difícil, mas foi muito divertido.

Já usei muito esta lente, mas acho que nunca em situações tão ruins de luz.

Tinha me esquecido como esta lente é ótima. As imagens são fantásticas.

 

 

Fui para o restaurante Le Castellet do chef Yves Lepide, em Paraty. Um lugar muito aconchegante, lugar perfeito para tomar aquele vinho e curtir um noite agradável ao lado de pessoas especiais. Um bistrô tipicamente francês!

O vinho, a brisa do mar… acompanhado de um comida deliciosa com ingredientes de altíssima qualidade!

 

  

 

Luz… quase nenhuma! Semi luz bastante saturada e  muito escura. Aconchegante, é esta a palavra!

Um lugar delicioso… não tem como não amar.

 

  

 

Uma mistura de aromas e temperos… um toque parisiense no ar tipicamente brasileiro.

Para os amantes da cultura francesa, o Le Castellet é rico em detalhes decorativos, livros e comida típica francesa com toque provençal.

 

 

 

 

Eis alguns cliques! Espero que tenha gostado!

Um grande abraço a todos… e um especial ao chef Yves Lepide que nos recebeu maravilhosamente no seu Le Castellet!

 

 

Paraty Monocromática

 

Monocromatismo contra a multiplicidade de cores!

Visão esta do fotógrafo,

que consegue ver uma mesma imagem de diversas formas diferentes.

Uma outra forma de enxergar…

… com outros tons…

… ou apenas um tom.

Monocromático…

… foco nos detalhes mais escondidos…

e … tão bela quanto!

 

   

   

   

P&B

 

P&B…

… outra forma de ver a imagem que vejo com meus olhos…

… aquela vista pela minha mente!

 

 

com a brisa do mar…

 

Não tem como não se inspirar…

… Paraty-RJ para vocês!

 

 

 

 

 

 

Logo mais, postarei mais algumas fotos!

Aguarde!

 

Abraços